top of page

Saiba os cuidados necessários ao usar lentes de contato

O uso incorreto das lentes pode ocasionar uma gama de prejuízos à saúde ocular, que vão de sensações desconfortáveis a lesões de diversos níveis de gravidade.


Saiba os cuidados necessários ao usar lentes de contato

A campanha Setembro Safira foi criada para alertar a população sobre os graves problemas provocados pelo uso incorreto de lentes de contatos. O nome vem do significado da pedra preciosa safira, pedra da sabedoria.


"Esse nome foi escolhido, pois a campanha não visa apenas conscientizar, e sim educar a população quanto ao correto uso das lentes de contato para que não haja prejuízo ocular e para que o usuário tenha melhor experiência com as lentes", explica o professor e oftalmologista Tiago César Pereira Ferreira.


O uso incorreto das lentes pode ocasionar uma gama de prejuízos à saúde ocular, que vão de sensações desconfortáveis a lesões de diversos níveis de gravidade. Por ser um tecido transparente, as infecções na córnea podem trazer consequências devastadoras aos olhos, limitando a visão caso surjam cicatrizes.


De acordo com Tiago, os olhos são estruturas extremamente complexas e sensíveis, e, mesmo lesões aparentemente inofensivas são dignas de atenção e tratamento imediato. "Uma pequena fissura pode evoluir para uma infecção mais grave", afirma.


O especialista salienta que o uso incorreto de lentes de contato pode causar, além das fissuras, a formação de úlceras:

"As úlceras nada mais são que feridas abertas no olho e, em graus mais severos, podem levar à perda parcial ou total da visão, ao transplante de córnea ou mesmo a perda do globo ocular".

Os 10 mandamentos para o uso correto das lentes de contato, segundo a campanha do Setembro Safira:

1. Lavar bem as mãos e secá-las completamente antes de manusear as lentes


2. Para limpar e armazenar, usar somente as soluções próprias para limpeza de lentes de contato, fazer movimentos de fricção e enxaguar diariamente após o uso


3. Todos os dias, ao colocar as lentes de contato, jogar fora toda a solução que ficou no estojo, limpá-lo com a própria solução e substituir o estojo a cada 3 meses


4. Não usar a lente após seu vencimento, respeitando o prazo de validade do fabricante


5. Não dormir com as lentes de contato


6. Não tomar banho de chuveiro e nem mergulhar em mar, rio ou piscina com as lentes nos olhos


7. Usar colírios lubrificantes próprios para o uso com lentes de contato


8. As lentes de contato não substituem completamente os óculos, o uso deve ser alternado diariamente


9. Faça a higiene dos cílios diariamente com xampu neutro ou produtos não oleosos testados para uso oftalmológico


10. O uso das lentes de contato deve ser acompanhado pelo oftalmologista. Caso haja qualquer desconforto, dor, vermelhidão ou visão embaçada deve-se suspender o uso e procurar o oftalmologista



Saiba os cuidados necessários ao usar lentes de contato

"É muito importante alternar o uso das lentes de contato com os óculos e não ficar com as lentes por muitas horas seguidas", afirma o professor. A lente de contato fica na córnea - tecido que não possui vasos sanguíneos - por isso, usá-la por várias horas seguidas acarretará a falta de oxigenação daquela região. "Mesmo que você utilize as lentes mais modernas, que favorecem uma melhor oxigenação da córnea, não será a mesma coisa de a córnea estar livre", completa.


A falta de oxigenação da córnea, quando aguda, provoca sintomas como embaçamento, olhos vermelhos, dor, irritação com as lentes de contato. "Às vezes, a pessoa vai precisar ficar um tempo sem usar lentes de contato para recuperar a córnea", esclarece Tiago.


Quando crônica, a falta de oxigenação se torna mais grave, é o que conta o médico, uma vez que não há presença de sintomas:

"As células da última camada da córnea podem morrer, e elas não são capazes de se regenerar. Com o passar dos anos, a córnea pode se descompensar, porque essas células são responsáveis por manter a córneo transparente para que tenhamos a melhor visão. Sem essas células, a córnea pode ficar esbranquiçada, levando à perda da visão e até ao transplante".

Outro ponto levantado pelo especialista, é que a lente de contato causa uma dificuldade para a lubrificação da córnea e, ficando muito tempo com ela, pode-se desenvolver olho seco, fissuras, causar inflamações e atrapalhar o uso das lentes de contato.



Quais os benefícios da lente de contato?

Saiba os cuidados necessários ao usar lentes de contato

As lentes de contato trazem inúmeros benefícios para aqueles que precisam de correção ocular. Ter de depender apenas do uso de óculos pode gerar desconfortos no dia a dia, como lidar com o embaçamento dos óculos; o incômodo de ler ou assistir TV deitado e na prática de esportes, por exemplo. Além disso, elas também permitem uma maior liberdade visual, pois ampliam o campo de visão.


"Há também a questão estética. Um dos fatores que envolvem a autoestima é a pessoa se sentir bem consigo mesma, com sua forma de se mostrar ao mundo e, nesse sentido, as lentes de contato ajudam também, já que permitirão a liberdade de escolha entre usar os óculos como um acessório, caso a pessoa goste, ou não os usar, quando sentir-se melhor sem eles", afirma o oftalmologista.


Por fim, Tiago explica que, no caso de doenças como ceratocone e outras deformidades na córnea, as lentes de contato são os únicos recursos ópticos capazes de oferecer boa qualidade de visão. Desta forma, esses pacientes são totalmente dependentes delas para executar as atividades do dia a dia.


Quais os tipos de lente de contato e para quem elas são mais indicadas?


Gelatinosas: As lentes gelatinosas são muito flexíveis e confortáveis. O descarte pode ser diário, quinzenal, mensal e até anual, dependendo do modelo escolhido junto com um especialista. Elas corrigem miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia (visão cansada).


Cosméticas: Lentes coloridas, em que o usuário consegue mudar a cor dos olhos completamente ou apenas realçá-los.


Gelatinosas estéticas: Servem para corrigir deformidades oculares. É feita com base no outro olho, de forma individualizada. Boa para a autoestima e autoconfiança do paciente.


Rígidas: Como o próprio nome diz, as lentes rígidas são feitas de material mais duro, por isso, demandam uma adaptação inicial do paciente e podem ser divididas em dois grupos:


Lentes rígidas corneanas: Serve para corrigir problemas diferentes, algumas corrigem ceratocone, outras corrigem córneas aplanadas. Por ser mais dura, consegue dar um novo molde à córnea e confere excelente qualidade visual.


Lentes rígidas esclerais: Abrangem toda a córnea e pegam um pedacinho da esclera (parte branca do olho). Conseguem corrigir casos extremos. Quando surgiram, contribuíram muito para reduzir as indicações de transplante de córnea.


Antes de atingir a data de validade de suas lentes de contato, Tiago recomenda que o paciente adquira uma nova, e lembre-se sempre de manter os hábitos de uso correto. Além disso, outros sinais podem indicar que a lente precisa ser trocada, ainda que não tenha atingido o prazo de validade. São eles:


  • Lentes nubladas

  • Sensação de desconforto ou irritação

  • Dobras nas lentes


"Quaisquer incômodos causados durante o uso, ou sinais incomuns que apareçam nas lentes devem ser avaliados. Nessas situações, procurar o oftalmologista para que a lente seja avaliada e substituída quando necessário"

Kommentare


bottom of page